Você sabia que existiam ferrovias em Okinawa?

Quem já foi para Okinawa com certeza percebeu que o transporte público deixa a desejar. Muitos também já devem ter pensado sobre como seria bom se em Okinawa houvesse um sistema ferroviário moderno como no Japão, uma vez que o monotrilho atende só a cidade de Naha. Pois, você sabia que no local onde hoje é o Naha Bus Terminal, em Izumizaki, se localizava a estação de Naha, o ponto de partida do sistema ferroviário que um dia existiu em Okinawa?

Estação de Naha

Estação de Naha

Estação de Naha

Estação de Naha

O sistema ferroviário no Japão foi iniciado pelo Governo Meiji, como símbolo de modernização do país e em 1872, a primeira linha entre Shinbashi e Yokohama foi inaugurada. Na província de Okinawa, inúmeros projetos de um sistema de trens foram feitos, a maioria por comerciantes japoneses que residiam temporariamente na província, mas todos os planos foram interrompidos porque não houve possibilidade de financiamento, além de outras questões. Com a promulgação do Light Railway Act (軽便鉄道法) em 1910, foi decidida a construção de um sistema ferroviário de veículos leves. A largura entre os trilhos desses veículos seria de 762mm, menores que os trilhos dos veículos normais que mediam 1067mm.

Trem

Trem “keibin”

No dia 1 de dezembro de 1914, a linha Yonabaru iniciou suas operações. Com a extensão total de 9,8 km, essa linha conectava Naha a Yonabaru. Em 1922, a linha Naha-Kadena foi inaugurada, com a extensão de aproximadamente 23,6 km. E em 1923, a linha Naha-Itoman, de aproximadamente 18,3 km, iniciou suas atividades. Havia também uma linha de 700 m que ia até o porto de Naha, e era usada somente para transporte de cargas. O sistema ferroviário em Okinawa passou a ser uma parte importante do cotidiano dos moradores, que o chamavam carinhosamente de “keibin” (do japonês 軽便 – veículo leve).

Mapa do sistema ferroviário de Okinawa

Mapa do sistema ferroviário de Okinawa

Trem e navio no Porto de Naha

Trem e navio no Porto de Naha

A estação de Naha era uma estrutura de madeira com os telhados vermelhos típicos de Okinawa. Junto a estação, havia o escritório da manutenção e um posto policial. Na mesma área da estação, havia plataformas giratórias, galpões de reparos, armazéns de carvão e casas para funcionários.

Estação de Naha

Estação de Naha

Havia 12 locomotivas movidas á vapor, 52 vagões de passageiros e 51 vagões de carga. Em 1930, os vagões movidos a gasolina foram introduzidos, passando a oferecer serviços expressos que se tornaram populares entre os passageiros. De Naha, a viagem demorava cerca de 30 minutos até Yonabaru, 60 minutos até Kadena e 50 minutos até Itoman.

Estação de Kochinda

Estação de Kochinda

Durante a Segunda Guerra Mundial, a estação de Naha sofreu muitos danos durante o ataque aéreo de 10 de outubro de 1944, mas as operações foram retomadas um mês depois, com o intuito de transportar suprimentos para o exército japonês e também para levar moradores que fugiam para a região norte da ilha. Entretanto, no final de março de 1945, todo o sistema ferroviário foi destruído pelos ataques do exército americano, fazendo com que todas as atividades fossem encerradas.

Após a guerra, houve planos para reconstrução do sistema ferroviário, mas todos foram suspensos porque foi dada prioridade à construção de vias para automóveis. Além disso, com o início da Guerra da Coréia em 1950, houve escassez de aço e uma grande demanda de sucata. Todos os vagões e trilhos remanescentes foram recolhidos para serem aproveitados.

Em 1953, os terrenos situados na região de Izumizaki foram reorganizados e em 1959, o terminal de ônibus de Naha foi construído no mesmo local onde um dia foi a estação de trens.

Construção do Naha Bus Terminal

Construção do Naha Bus Terminal

Naha Bus Terminal - 2015

Naha Bus Terminal – 2015

Vestígios da antiga ferrovia, em Urasoe

Vestígios da antiga ferrovia, em Urasoe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s