Obon e eisá: quando os vivos dançam para os mortos

Ontem, dia 28, foi o Ūkui – o último dia do Obon. (Já escrevi sobre o Obon em julho – leia aqui). Em Okinawa, o ponto alto do Obon para muitas pessoas é o eisá – dança com tambores, executada energicamente pelos jovens (que aqui no Brasil chamamos de “taikô”).

Anúncios

Pôr do sol em Iheya

Jovens aproveitam os últimos raios de sol para se refrescar no mar entre as ilhas de Iheya e Noho, no norte de Okinawa.